sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Icord, tricotin, rabo de gato


O icord, foi criado sem querer pela inglesa Elizabeth Zimmermann (1910-1999). Ela errou um ponto do tricô e obteve este cordão como resultado, chamando de "cordão idiota".


O cordão também é conhecido aqui no Brasil como tricotin ou rabo de gato. Muita gente fazia na infância utilizando os antigos carreteis de madeira.


Pode ser usado para alças, colares, amarrações, tapetes, cintos e muitas outras peças, mas recentemente tem ganhado destaque na decoração com a colocação de um arame na parte interna do cordão e modelando formas e palavras.



Nestes vídeos eu ensino como fazer seu próprio tear, como fazer o cordão e como modelar as formas com arame.






Dicas:
-Use fio duplo para um cordão mais encorpado.
-Quanto menor o diâmetro, mais firme ficará o cordão.
-Também pode ser feito com mais de 4 pregos.
-Eu utilizei arame galvanizado fio 18, mas pode ser outro.





segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Pikachu Amigurumi









PAP em 2 vídeos:





Receita em carreiras:

Corpo Pikachu
1- anel mágico
2- 10 p.b. no anel mágico;
3- 10 aum., 1 em cada p.b. (total 20 p.b.);
4- 4 p.b., 1 aum. até o final da carr. (total 24 p.b.);
5- 5 p.b., 1 aum. até o final da carr. (total 28 p.b.);
6- 6 p.b., 1 aum. até o final da carr. (total 32 p.b.);
7- 7 p.b., 1 aum. até o final da carr. (total 36 p.b.);
8- trabalhar inteira sem aumentar, p.b. sobre p.b. (total 36 p.b.);
9- trabalhar inteira sem aumentar, p.b. sobre p.b. (total 36 p.b.);
10- 8 p.b., 1 dim. até o final da carr. (total 32 p.b.);
11- trabalhar inteira sem aumentar nem diminuir, p.b. sobre p.b. (total 32 p.b.);
12- trabalhar inteira sem aumentar nem diminuir, p.b. sobre p.b. (total 32 p.b.);
13- 7 p.b., 1 dim. até o final da carr. (total 28 p.b.);
14- trabalhar inteira sem aumentar nem diminuir, p.b. sobre p.b. (total 28 p.b.);
15- 6 p.b., 1 dim. até o final da carr. (total 24 p.b.);
16- trabalhar inteira sem aumentar nem diminuir, p.b. sobre p.b. (total 24 p.b.);
17- 5 p.b., 1 dim. até o final da carr. (total 20 p.b.);
18- trabalhar inteira sem aumentar nem diminuir, p.b. sobre p.b. (total 20 p.b.);
19- 4 p.b., 1 dim. até o final da carr. (total 16 p.b.);
20- 3 p.b., 1 dim. até o final da carr. (total 12 p.b.);
21- 1 dim em cada p.b.. até o final da carr. (total 6 p.b.);
22- arrematar e passar a linha na agulha de tapeçaria por dentro de todos e fechar.

Rabo Pikachu
1- 4 corr.;
2- pula 1 corr., 3 p.b.;
3- 1 corr., 3 p.b., 4 corr.;
4- pula 1 corr., 6 p.b.;
5- 1 corr., 6 p.b., 4 corr.;
6- pula 1 corr., 6 p.b.,
7- 1 corr., 6 p.b., arrem..

Orelhas Pikachu
1- 6 corr.;
2- 4 p.b., 3 p.b. no mesmo p., virar e fazer 4 p.b.
3- arrematar e fazer 3 p.b. com a cor preta na parte superior.






quinta-feira, 11 de agosto de 2016

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Pontos básicos em crochê

Olá!

Atendendo a sugestões, fiz este vídeo explicando direitinho cada ponto básico do crochê. Assim fica mais fácil seguir os outros vídeos mais avançados. Confira!






quarta-feira, 27 de julho de 2016

Wayuu Bag em Bauru

É com muita satisfação que farei novamente a oficina da bolsa Wayuu!!



São 20 vagas para cada turma e as aulas são grátis com material cedido pela Coats Corrente. Só precisa levar tesoura, fita métrica, caneta e lápis de cor.



Em Bauru-SP!

SESC: Avenida Aureliano Cardia, 6-71, Vila Cardia

Serão 4 aulas para 2 turmas nos dias 10,12, 17 e 19/08

idosos: das 14h as 17h
público acima de 12 anos: das 18h as 21h

É só se inscrever na unidade a partir de 01/08/16

Vem gente! Em Campinas foi um sucesso! Vejas as fotos.








terça-feira, 5 de julho de 2016

Colete com franjas


Para fazer este colete (tamanho G), utilizei 4 novelos de Cisne Merino e agulha de crochê 4mm. Cada motivo ficou com mais ou menos 12x12cm.


Assista o vídeo:





quarta-feira, 16 de março de 2016

Wayuu Bag em crochê

A bolsa wayuu é originária da tribo indígena Wayuu, que habita a península La Guajira, divisa de Guajira (Colômbia) com Zulia (Venezuela) região desértica e isolada com cerca de 600 mil habitantes que vivem em aldeias familiares.

Nesta tribo os homens podem ter mais de uma esposa. Os filhos levam o sobrenome das mães, que são muito importantes e respeitadas na cultura da tribo e na manutenção das tradições, uma delas é a bolsa em crochê, passada de geração para geração. Considerada um símbolo de sabedoria, inteligência e criatividade.

https://www.flickr.com/photos/eafit/7887752288


A lenda diz que uma aranha ensinou as mulheres como tecer seus desenhos em bolsas. Cada peça é única e exclusiva e pode levar até um mês para ficar pronta.

Originalmente eram feitas com lã tecida e tingida pela própria tribo, porém hoje já se utiliza fios de algodão mercerizados industrialmente e fios acrílicos. 

A agricultura, pecuária e mineração movimentam a economia local, mas as bolsas tornaram-se um meio de apoio financeiro para o povo Wayuu, o que lhes permite preservar o seu modo de vida.


Fontes: 
http://wayuutribe.com/pages/about-wayuu-women
https://es.wikipedia.org/wiki/Pueblo_way%C3%BA








Para fazer a bolsa, assista os vídeos. Eu utilizo a linha Camila Fashion, da Coats Corrente e agulha 2,5mm.

















sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Êta mundo bom!

Quem acompanha a novela Êta Mundo Bom! já percebeu que tem muitas peças artesanais no figurino e no cenário! Amei!

Cinto de crochê da Mafalda
Foto: Rede Globo

Uniforme bordado da Maria
Foto: Rede Globo

Vestido bordado
Foto: Rede Globo

Loja de tecidos do Severo
Foto: Rede Globo

Veja mais fotos em nosso álbum no Facebook.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Como fazer casinha de botão

Neste vídeo eu ensino como fazer casa de botão na máquina de costura.


A minha máquina é doméstica Singer Promise, faz a casa em 4 passos, veja no vídeo: